Insights

A abordagem da Microsoft para o ambiente de trabalho híbrido

Impactadas pela pandemia em 2020, organizações de todos os tipos e tamanhos tiveram de se adaptar ao trabalho remoto da noite para o dia. Porém, com o avanço da vacinação em todo o mundo e a consequente volta aos escritórios, essas organizações passaram a estudar a adoção de modelos de trabalho mais flexíveis, com parte do trabalho sendo realizado presencialmente e outra parte de forma remota. E isso muito em função dos funcionários, que querem o melhor dos dois mundos.

Segundo o relatório 2021 Work Trend Index conduzido pela Microsoft, mais de 70% dos trabalhadores querem que as opções flexíveis de trabalho remoto continuem, enquanto mais de 65% desejam mais tempo pessoalmente com suas equipes. Para se preparar, 66% dos tomadores de decisão de negócios estão considerando redesenhar os espaços físicos para acomodar melhor os ambientes de trabalho híbrido. Os dados são claros: flexibilidade extrema e trabalho híbrido definirão o local de trabalho pós-pandemia.

Porém, como as empresas podem de fato adotar esse modelo? A Microsoft é parceira estratégica da Beyondsoft Brasil e nós demos uma olhada na abordagem geral da companhia para o ambiente de trabalho híbrido. Confira!

Aprendizado para todos

É quase consenso que adotar um novo modelo de trabalho não acontece de uma hora para outra: é preciso criar uma cultura que permita incorporar mais flexibilidade à estrutura atual.  O que a Microsoft está fazendo então? Assim como a sua empresa, a companhia também está aprendendo à medida que avança no trabalho híbrido — analisando dados, ouvindo os funcionários e respondendo com agilidade ao que funciona e ao que não funciona. Ou seja: adotando um mindset de crescimento para traçar o caminho em momentos de incerteza.

Não há dúvida de que a mudança para uma abordagem mais flexível de trabalho representará um enorme desafio para cada líder e cada organização. E isso também é certamente uma realidade para a própria Microsoft, que criou um plano para implementar um modelo de trabalho híbrido para seus mais de 160.000 funcionários em todo o mundo. Ninguém ou nenhuma organização terá todas as respostas, então é muito importante que iniciativas desse tipo possam ser compartilhadas.

O que a Microsoft tem feito é basicamente criar um modelo operacional flexível focado em três pilares — pessoas, lugares e processos — para reconectar fundamentalmente sua organização ao trabalho híbrido.

Pessoas 

Toda organização precisa de um plano e de políticas que a coloque no caminho da extrema flexibilidade e a ajude a construir empatia digital em todos os aspectos da sua cultura. A Microsoft tem fornecido aos funcionários uma política de trabalho flexível clara — qualquer funcionário pode trabalhar remotamente até 50% do tempo.

A companhia também está extraindo dados de ferramentas como o Workplace Analytics, parte do Viva Insights, que permite que gestores e líderes verifiquem o bem-estar de suas equipes e organizações, capacitando-os assim a “contratar talentos de todos os lugares” e criar suas próprias normas de equipe.

Lugares

A abordagem da Microsoft para lugares requer a interligação entre o físico e o digital – e isso começa colocando a segurança dos funcionários em primeiro lugar. Por exemplo, ao analisar dados de várias fontes públicas e privadas em um painel do Microsoft Power BI, a companhia pode determinar quando e quantas pessoas devem ser permitidas no local de trabalho.

Já quando se trata de espaços de reunião, a Microsoft tem reformulado todo seu design thinking para prover o mesmo nível de experiência para quem está remoto e para quem está presencialmente nas salas. Combinando novos padrões de design com as inovações do Microsoft Teams Rooms, a companhia tem oferecido a todos um lugar na mesa para que possam participar plenamente, não importando onde estejam.

Processos

Por fim, é preciso reconhecer que o trabalho híbrido já é uma realidade. Se você está pensando nos próximos meses simplesmente como “um retorno ao escritório”, você está perdendo o panorama geral. Em vez disso, tire algum tempo para identificar e priorizar processos de transformação digital na prática, que utilizem e escalem o que você aprendeu ao longo do último ano. Se você não fizer isso, seus concorrentes farão.

Para ajudar outras companhias nesse sentido, a Microsoft criou um guia de flexibilidade para o ambiente de trabalho híbrido. Originalmente criado para os próprios funcionários da companhia, o guia traz modelos e ferramentas para o trabalho híbrido, além de planos detalhados que englobam desde estratégias para manter sua equipe saudável, até roteiros detalhados sobre como dividir o tempo da sua equipe entre o trabalho presencial e o remoto. A Microsoft também criou um guia chamado Trabalho Híbrido: Um guia para líderes empresariais, que traz em profundidade o aprendizado da companhia. 

Seja na integração técnica de soluções para o trabalho híbrido, seja como suporte na jornada de adoção desse modelo, a Beyondsoft Brasil é especialista em ambientes Microsoft e em Azure e têm a expertise necessária para ajudar sua companhia. Confira já as nossas soluções de produtividade Microsoft e entre em contato conosco.

Como fazemos

Nossos resultados testados oferecem um poderoso retorno sobre o investimento.

Quase 3 décadas de consultoria e serviços de TI

40+ redes globais de entrega em quatro continentes

Certificações* em CMMI 5, ISO 9001, ISO 45001 e ISO 27001

~30,000 especialistas pelo mundo

Microsoft Azure Expert MSP

ISO 9001 and 45001 (certificates issued to Beyondsoft International (Singapore) Pte Ltd). ISO 27001 (certificates issued to Beyondsoft International (Singapore) Pte Ltd, Beyondsoft (Malaysia) Sdn. Bhd., and Beyondsoft Consulting Inc., Bellevue, WA, USA)